Slow fashion: o que é e qual a importância do consumo consciente?

consumo consciente
6 minutos para ler

A facilidade de comprar pela internet, o aumento do poder aquisitivo e o volume de marcas, modelos e tendências faz com que compremos muito mais do que nós precisamos. Você já reparou? Na contramão do consumismo, que gera impacto direto ao meio ambiente e ao bem-estar das pessoas, o movimento slow fashion vem se consolidando como uma opção consciente.

Em um breve resumo, o movimento slow fashion aposta em compras de peças mais duráveis e de qualidade e também em um pensamento mais focado no contexto social.

A proposta é interessante, não é? Se quiser saber mais, venha comigo, pois vou explicar em mais detalhes o que é slow fashion e como o movimento surgiu. Também falo da importância do consumo consciente e trago algumas dicas para você aderir à prática. Vamos lá?

Entenda o que é slow fashion

É cada vez mais comum encontrar lojas que comercializam a chamada “moda rápida”. Ela, na verdade, é caracterizada por acompanhar tendências, trocar seus estoques de maneira constante e produzir as peças industrializadas, em larga escala e, muitas vezes, sem se preocupar com o impacto social e ambiental dessa produção.

Esse tipo de loja é caracterizada por vender muitas peças todos os dias, incentivando o consumismo e apresentando produtos que, muitas vezes, não apresentam durabilidade. Além disso, a moda rápida é marcada pelo uso de mão de obra barata e que nem sempre têm seus direitos respeitados.

Sabe aquelas chamadas lojas de departamento? Não quero citar nomes, mas tenho certeza de que você conhece várias. É exatamente a essa moda rápida que elas adotam — o que, em um primeiro momento pode parecer legal pelo valor, mas sabemos que há vários fatores sociais e ambientais com os quais elas não se preocupam.

Com uma proposta bastante diferente, o movimento slow fashion engloba todas as fases da moda, indo desde o tecido utilizado até o descarte ao fim de sua vida útil.

Saiba como surgiu e sua relação com o consumo consciente

O movimento slow fashion nasceu da conscientização a respeito da moda, do impacto da produção acelerada e do consumismo. Por meio de coleções sazonais e modernas, ele também é caracterizado pela humanização dos processos e pelo respeito ao meio ambiente.

Além disso, o slow fashion também valoriza o trabalho manual e artesanal, as pessoas envolvidas na criação e produção das peças e também o design como um todo. Por causa disso, as chances de você encontrar produtos semelhantes é bem menor, o que possibilita aquele estilo único e personalizado.

Também vale destacar que isso faz com que as peças sejam mais duráveis, facilitando, inclusive, o descarte consciente após o ciclo de vida. Mas os benefícios desse movimento não param por aí, como veremos no próximo tópico.

Veja a importância do consumo consciente

O consumo consciente é importante por permitir que a compra de roupas, sapatos e outros produtos seja feita de forma a prolongar a utilização de uma mesma peça, diminuindo a necessidade de comprar muitos itens.

Além de tornar a compra um processo mais cuidadoso e analítico, consumir conscientemente também faz com que a escolha das peças seja feita considerando mais a qualidade das peças e a possibilidade de usá-las mais de uma vez do que somente com seguir tendências.

Também vale dizer que o consumo consciente incentiva os pequenos produtores locais, valoriza a troca e a doação das peças que você não utiliza mais e também prega pela reutilização das peças em novas funções.

Aprenda como consumir de forma consciente

Agora que você já entendeu o que é slow fashion, sua importância e relação com o consumo consciente e também a relevância de consumir de forma mais cuidadosa, vou dar algumas dicas para fazer suas escolhas com mais inteligência. Confira as sugestões abaixo!

Compre peças de acordo com o estilo pessoal

A moda rápida faz com que seja muito fácil adquirir as peças que são tendência. No entanto, muitas vezes, essa compra acaba sendo apenas por impulso, o que faz com que elas não sejam exatamente do estilo que você mais gosta de usar.

Por isso, comprar apenas as peças que se encaixam em seu estilo pessoal é uma forma de consumir de maneira mais consciente. Ao escolher roupas, sapatos e acessórios que são a sua cara, você terá mais opções de uso.

Doe peças que você não usa mais

O tempo passa e nossos gostos mudam. Por isso, é comum que uma peça não sirva mais ou não fique do seu agrado na hora de montar o visual. Uma maneira consciente e solidária de lidar com isso é doar aquelas que você não usa, mas que estão em bom estado de conservação.

Assim, você reduz o número de peças paradas em seu guarda-roupas e ainda pratica uma boa ação. Isso também abre espaço para que encontre novas peças que combinem mais com você!

Venda as peças que não quer mais em brechós online

Outra opção para as peças que você não quer mais é vendê-las em brechós online. Já conhece o Enjoei? É um ótimo exemplo disso que estou falando. Você monta a sua lojinha com roupas, sapatos e acessórios para que as pessoas possam aproveitar do seu “desapego”.

Adquira produtos de qualidade para o consumo consciente

Uma mudança interessante de perspectiva que chega com a adoção do slow fashion no dia a dia é o foco em qualidade e não em quantidade. Além disso, esse tipo de peça também pode ser vendida ou trocada por outras, desde que em bom estado, por outas que combinem mais com seu estilo

Como é possível perceber, a escolha inteligente e cuidadosa dos produtos adquiridos é um elemento muito importante para o consumo consciente. Além de garantir que você compre apenas aquilo que realmente precisa e vai usar, a qualidade garante a durabilidade das peças.

O que você achou de saber mais a respeito do conceito de slow fashion e também de minhas dicas para consumir de forma consciente? Aproveite a sua visita ao blog e veja algumas sugestões para comprar sapatos pela internet de forma eficaz!

Você também pode gostar

Deixe um comentário